25 de set de 2009

Fla soma cifrões e constata: Adriano é fenômeno em campo e nas vendas.

0

No próximo dia 28, o Flamengo completa quatro meses de parceria com Adriano em campo. E contabiliza lucros. Sejam esportivos ou financeiros. O atacante custa menos da metade do que o Corinthians gasta com Ronaldo mensalmente. E se em campo corresponde, com 13 gols em 20 jogos, fora dos gramados gera dividendos.

A camisa oficial com o nome e o número 10 do jogador vendeu cerca de 75 mil unidades (no total, a venda de uniformes ultrapassa a casa dos 650 mil). Na frieza dos royalties, ele rendeu R$ 600 mil líquido ao clube e R$ 5,4 milhões, sem os custos de produção, ao fornecedor de material esportivo. Um investimento e tanto para a empresa, que paga pouco mais da metade do salário do atleta. Em dois meses, de julho a início de setembro, o lucro da Olympikus foi equivalente a 13,5 vezes ao valor que desembolsou com os ordenados do Imperador.

- Não só o Flamengo, mas também o patrocinador estão muito satisfeitos com o Adriano – disse o presidente em exercício, Delair Dumbrosck.

O boneco do jogador será lançado em breve. O Flamengo recusou o primeiro modelo e pediu ajustes. O projeto Cidadão Rubro-Negro, do qual Adriano é o garoto propaganda, tem números satisfatórios e passa dos 100 mil cadastrados.

Amistosos recusados
Se por causa da grandeza da torcida e da visibilidade da marca o Rubro-Negro nunca foi desprezado pelo mercado publicitário, agora a procura aumentou consideravelmente.

- Diretamente, ganhamos com a venda de camisas e aumento do público nos jogos. Mas indiretamente temos várias outras formas de lucrar. E dentre elas está a procura de patrocinadores – explicou o diretor de marketing do Fla, Ricardo Heinrichsen.

Em montagem, uma ideia de como pode ser o boneco de Adriano no Flamengo

No entanto, nem todas as formas de receitas que um jogador do nível de Adriano poder render foram exploradas. Apesar de alguns convites para amistosos fora do país, o clube teve de recusar todos por causa da ausência de datas.

- O basquete fez uma excursão a Angola por US$ 100 mil. Imagina se fosse uma partida com o Adriano? – questionou Heinrichsen.

Há também uma série de restrições por causa do contrato pessoal do jogador com outra empresa de material esportivo. Mesmo assim, o departamento de marketing celebra os lucros da parceria.

- É a primeira vez em muitos anos que o Flamengo trabalha com um ídolo mundial como o Adriano. E os resultados começam a surgir – disse o diretor de marketing rubro-negro.

O contrato do ídolo termina em maio, mas há uma cláusula que permite uma transferência para a Europa em janeiro. Por enquanto, Adriano garante que fica. É o que a torcida e as finanças esperam.

Neste domingo, com o Imperador, o Rubro-Negro visita o Inter. A partida será às 16h (de Brasília), e o GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real, com vídeos.

Fonte: G1

0 Responses to "Fla soma cifrões e constata: Adriano é fenômeno em campo e nas vendas.":

Postar um comentário

 
Copyright 2010 Marcelo Sports